Uma declaração de amor à Vida! Entrevista com Nice de Oliveira

Em 2012 eu tive o prazer de conhecer pessoalmente a Lionice Jorge de Oliveira a quem chamamos sempre de Nice de Oliveira. Foi em um evento do Elo Solidário. Estávamos eu, o Oswaldo Lot (presidente do Elo) e a Cris Carniato (Vice Presidente do Elo), Suzy Rego (madrinha do Elo) além dos voluntários e colaboradores do Elo Solidário em Bauru, fazendo uma reportagem na cidade, mostrando as belezas e a raridade do Trem Maria Fumaça.

A Nice, em sua cadeira de rodas, estava lá, presente… com a força que tem e o gosto que tem pela arte. O Oswaldo conversou com ela e nos apresentou a todos.

Elo

Eu tive o prazer de entrevista-la para meu programa de televisão e conhecer um pouco mais desta artista plástica e deste ser humano diferente, único, cheia de força e fé em tudo o que faz. Ela nos contou sua história que você poderá ver seguindo este link…. Entrevista Nice de Oliveira no programa Caminhos de Sucesso.

Passados 3 anos, a Nice veio morar em São Paulo e com sua força de vontade e determinação, acompanhada de seu cãozinho, inseparável, o “Fofinho”.

 

Um convite – Uma palestra – Uma declaração de amor à Vida!

Recentemente o Gerente do Senac, Sr. Murillo Michel e a Coordenadora de Negócios Educacionais Srta. Samira Anselmo Nadaleto, do Senac de Catanduva convidou-a, como aluna de Biomedicina da UNIP Paraiso, para ministrar a palestra   “ Os desafios do aluno com deficiência no processo educacional “.

Um dos temas foi a “Superação”  pois ela tornou-se cadeirante em 2010. Por este motivo a palestra foi ministrada durante a semana de inclusão e diversidade no mês de outubro de 2015

Amor

Nice contou detalhes de sua infância, seu primeiro emprego com apenas 11 anos de idade como babá, falou sobre suas obras de arte em pintura a óleo, como realizou seu curso técnico de enfermagem entre os anos de 2008 a 2010 e também detalhou as complicações com a saúde de 2008 em diante

Fase de Superação

Foi emocionante ouvir seus depoimentos. Em um deles ela nos contou que por muitas vezes saia na rua com a cadeira de rodas: – “Muitas vezes eu saia na rua com a cadeira de rodas, não conseguia voltar sozinha não só por falta de prática, mas também por falta de forças. Aí alguém da rua me ajudava a voltar para casa ou a polícia acabava me trazendo embora”.

Presente de Deus: 

Fofinho

O grande presente que recebi de Deus foi o Fofinho (um cãozinho com seu Amor além dos limites).

O Fofinho é sua companhia inseparável. Incrível ver essa amizade. Algo que supera a nossa compreensão sobre o verdadeiro sentido da palavra AMOR.

Outro presente de Deus foi a sua participação na ONG “Elo Solidário, uma obra dos artistas Oswaldo Lot e Cris Carniato”.

Além disso, uma viajem que era seu sonho, conhecer o Rio de Janeiro. E o Fofinho estava lá.

Vida Universitária

Em dezembro de 2012 a Nice resolveu fazer vestibular em Enfermagem e escolheu a FIB de Bauru.

Como ela mesmo diz: – “fui até lá, prestei o vestibular e passadas algumas semanas veio a resposta que passei. Dias antes de começar as aulas me ligaram avisando que não abriu turma para Enfermagem naquele ano”.

Eles comentaram que eu podia escolher entre 3 opções: Nutrição, Farmácia ou   Biomedicina. Por último, desistir.

Eu escolhi a Biomedicina, mesmo sem saber o que realmente era esse curso pois nunca havia lido profundamente sobre isso.

Biomedicina

Biomedicina

É emocionante ouvir este resumo de vida. Um relato impressionante.

A Nice começou mais um desafio em sua vida. Encarou a faculdade de Biomedicina, no período noturno. Todos os dias tinha que enfrentar 2 ônibus. Nada fez com que ela desistisse. Pulou de paraquedas no curso. O amor pelas disciplinas foi começando, foi aumentando, ela teve condições de ir fazendo novas amizades.

O carinho pela coordenadora e pela diretora acadêmica foi crescendo.

Passou a frequentar o laboratório de Anatomia para estudo dirigido. Ela ia para lá no período da tarde e ficava até na hora de entrar em aula.

Foi a forma encontrada para aprender mais rápido sobre as partes do corpo. Estava indo bem e até ia virar monitora, quando o formol começou a afetar agressivamente sua saúde.

Estágio precoce

Seu primeiro estágio com vínculo universitário foi no laboratório de análises clinicas “Salutar” em Bauru (SP). O estágio teve que ser autorizado pela coordenadora do curso de Biomedicina da FIB de Bauru pois havia entrado na faculdade faziam somente 4 meses.

A médica da nefrologia, depois que descobriu sua vontade de estagia em um laboratório de pesquisa, convidou-a para estagiar nas férias de Janeiro de 2014 na FMUSP no laboratório de pesquisas básicas em nefrologia.

– “Vim para estagiar, mas amei tudo que resolvi ficar, ai fui em Bauru buscar a transferência da Faculdade para SP”.

Transferência para Universidade de São Paulo

– “Escolhi a UNIP, Campus Vergueiro. ” – “Criei novas amizades, conheci novos professores. Para mim foi um começo desafiante, mas enfim aos poucos consegui superar todos os desafios”.

Mais um desafio pois em Março de 2015 mudaram para o Campus Paraíso, um campus maior, com muitos andares (em realidade, 22). Era tudo muito exaustivo por ser tudo mais longe, mais amplo.

“Laboratório de Neurologia Translacional”

Com uma superação impressionante, onde tudo é possível para essa menina, ela participou de vários eventos:

  • De agosto de 2012 a dezembro de 2013 foi membro atuante do grupo Gaame. (Grupo amamentação e aleitamento materno) no Senac Bauru.
  • Encontro de Biomedicina, Curso de Inverno no Instituto Sírio Libanês de Ensino e Pesquisa,
  • Congresso, Seminários, Oficinas, Palestras no Rio de janeiro, entre outras atividades, mesmo com os obstáculos da Vida.
  • Tae-kwon-do: Deu início em agosto/2014,
  • Ballet pela Cia Ballet Fernanda Bianch (início março/2015) por onde já fez apresentação e em 1 de novembro será o espetáculo. 

 O que significa Superação para mim?

– “Para mim a Superação nada mais é que a garra, pois a vida é um desafio, é superação, é encarar tudo com ousadia, fé, perseverança, animo. É com muita luta que se vence. É desenhar sem borracha, remar a favor da Vida pois não existem barreiras ou obstáculos que impeçam a força de vontade de atingir o que se anseia”.

Mosaico 1

Um depoimento emocionante:

A pouquíssimos anos eu tinha uma vida normal. E era muito feliz!

Por um pesadelo tenebroso tudo teve que ser transformado em superação.

E continuo feliz, pois é difícil achar algo que me derrube. Eu me espanto comigo mesma, não sei de onde vem tanto amor pela vida para enfrentar o Sol, a chuva.

O segredo é erguer a cabeça e seguir em frente, mesmo diante de muitas dificuldades. E é aí que vem à tona tanta superação. A vontade de voltar à rotina  e aguardar o próximo dia com alegria.

Nice

Um dia já ouvi “Deus não nos dá um fardo maior do que aquilo que podemos carregar. Se você precisa passar por tudo isso é porque você aguenta e pela frente o que vem é gratificante”, nós não nascemos andando, não nascemos falando e nem pensando tantas bobagens e o que que não podemos em hipótese alguma é perder o ânimo, o espírito feliz e a nossa capacidade de amar, de se superar e de viver.

Se quando criança eu tive que passar por várias fases para aprender tudo, porque agora devo encontrar barreiras para seguir em frente?

Jamais! Não devo abaixar a cabeça para seguir em frente.

Ousar, abusar, fazer coisas que nunca imaginava fazer quando andava….

Fantástico!

Como fantástico é o poder de determinação. Cada dia uma nova surpresa comigo mesma.

Superação será meu reencontro com a vida.

Sem a “menina que me pisa”, ainda vou além.

Muito mais além do que muitos imaginam.

Terei um ar mais leve em mim e só cairei para sentir a força da terra, para enfim levantar mais forte, pois sou filha dela….

Se ela sofre eu sofro junto e quando eu sofro ela treme lembrando me que não estou sozinha. Tenho Deus que não me desampara e é minha sombra, minha mão direita. Ele não adormece. Acima de tudo, confio nele, tenho muita, mais muita fé. Uma extrema fé. Superar é ver o quanto é forte e se pode mais, muito mais que fechar o coração, superarei a mim mesma atingindo a  Vida com toda minha força e meu amor.  (Texto de Nice Oliveira – depoimento de vida e superação)

(Antologia Poética de Bertolt Brecht)

“Nada é impossível de mudar”, “Desconfiai do mais trivial, na aparência singelo. E examinai, sobretudo, o que parece habitual.

Suplicamos expressamente: não aceiteis o que é de hábito como coisa natural, pois em tempo de desordem sangrenta, de confusão organizada, de arbitrariedade consciente, de humanidade desumanizada, nada deve parecer natural, nada deve parecer impossível de mudar.

“Em ambiente universitário, a acessibilidade compreende todas essas interpretações (como a eliminação de barreiras arquitetônicas, provimento de equipamentos e recursos especiais para que as pessoas com deficiência possam ter acesso a informações, adaptação) que poderão proporcionar aprendizagem, ensino e formação profissional com qualidade.

Muitas pessoas “normais”, quando estão diante de pessoas com deficiência, ficam confusas, não sabendo qual a melhor forma de proceder diante delas. Isso é natural, pois qualquer pessoa pode sentir­ se desconfortável diante do “diferente”.

Mas, por meio da convivência, esse desconforto diminui e pode até mesmo desaparecer, ao se relacionar com uma pessoa com deficiência, respeite a sua diferença sem acentuá-la. Não fique lamentando sua deficiência, afirmando que sua vida é muito difícil, pois para uma boa parte delas, o defeito não se converteu em obstáculo intransponível.

Mosaico 2

No imaginário social, tais pessoas são consideradas como improdutivas, inúteis e incapazes, sendo tomadas como um fardo pesado ou uma cruz a ser carregada pela família e pela sociedade. Esta forma de tratamento desconsidera a possibilidade de se constituírem como sujeitos, as pessoas com deficiência quase sempre são concebidas como doentes, coitadinhos…

Por qualquer que seja a deficiência, no ambiente Universitário os professores, coordenadores, funcionários, amigos, colegas, entre outros deve tratar o portador de deficiência igual como os normais e acima de tudo deve ter certa empatia, amor, carinho, cuidado, e o primordial incentivá-los a nunca desistir dos seus objetivos, elogiar por estar lutando pelos sonhos, por atingir aquela luz no final do túnel.

 Mensagens de Otimismo para os ouvintes

Você diz: “Isso é impossível”

Deus diz: “Tudo é possível” (Lucas 18:27)

É preciso sonhar e ter FÉ. SEMPRE !!! Não importa o tamanho dos sonhos que você tenha, sonhe muito e sempre. Mesmo que seus sonhos não se realizem exatamente como você desejou. Saiba que eles se concretizarão da maneira que Deus entendeu ser a melhor para você.

“Uma nuvem não sabe por que se move em tal direção e em tal velocidade. Sente apenas um impulso que a conduz para esta ou aquela direção. Mas o céu sabe os motivos e os desenhos por trás de todas as nuvens, e você também saberá, quando se erguer o suficiente para ver além dos horizontes.”

Quem vive para o que der e vier, sabe que semeando a boa semente, ainda que seja pela umidade das lágrimas, um dia verá nascer as plantas. Pode mesmo acontecer que os outros não valorizem o quanto custou esse trabalho.

Não faz mal!

Você se comprometeu pelo ideal do bem. Não importa também se, nesse esforço, tropeçou e caiu.

Como mencionei no começo “se eu falhar “n” vezes, Deus me levanta.

Tae 3

“A FÉ, arma da SUPERAÇÃO”

Pois é aos que tombam na luta que se costuma chamar de heróis.

Apenas o que se lhes pede é o testemunho da PERSEVERANÇA.

Esperamos demais nos bastidores, quando a vida tem um papel para desempenharmos no palco.

Deus também está esperando.

Esperando nós pararmos de esperar.

Esperando nós começarmos a fazer agora tudo aquilo para o qual essa vida nos foi dada.

Persistir, resistir e não desistir.

Imitaremos a corrente da água que escoa sem cessar, apesar dos empecilhos da marcha…

Jamais desistam de dutar, nunca percam a FÉ!

Nnice Oliveira

Nice Oliveira

LIONICE JORGE DE OLIVEIRA

“NICE DE OLIVEIRA”

 

UMA VENCEDORA!!!

Depoimento de Nice de Oliveira (Lionice Jorge de Oliveira) para J. A. Purcino, Blog do Purcino

Adaptação do texto:  J. A. Purcino

N.R.:  Nice, foi uma honra enorme ter conhecido você em Bauru. Uma honra maior ainda ter recebido esse depoimento de vida, superação, força, energia, VIDA… obrigado meu Deus por ter-me dado a oportunidade de publicar esta matéria.

Obrigado!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: